segunda-feira, 1 de junho de 2009

Detalhes.


Meu medo de esquecer alguns detalhes da minha vida é tão grande que eu fico procurando saídas para não esquecer. A melhor saída é escrever. Escrever e escrever. Eu escrevo até o que parece inutil para algumas pessoas, mas é tão importante para mim.

Eu não quero esquecer de sábado, o melhor show da minha vida, o melhor encontro da minha vida. Eu não quero esquecer do abraço e do cheiro doce do Rodrigo Tavares. Eu não quero esquecer da minha felicidade ao tirar uma foto e sentir uma apertada na cintura pelas mãos fortes - porém magras - do Tavares. Eu não quero esquecer do passo desajeitado que ele deu para fora daquele elevador. Eu não quero esquecer da estufada na bochecha que o Lucas deu na hora que eu fui dar um beijo nele. Eu não quero esquecer dos olhos inchados de sono do Vavo. Eu não quero esquecer da voz linda do Bell. Eu não quero esquecer. Eu não quero esquecer que eu corri minha cidade inteira atrás dessa banda e em certo momento até pensei em desistir e ficar parada ali, no meio da rua, sem esperança e desesperada, mas eu não desisti. Eu não quero esquecer da dor que eu senti ao acordar ontem, dores de garganta e dores no corpo. Eu não quero esquecer de quando o Tavares pegou o meu cartaz no hotel. Eu não quero esquecer das milhares de lágrimas que eu deixei escorrer. Eu não quero esquecer de nada. Eu imploro para mim mesma que não deixe essas e mais tantas outras lembranças desaparecerem. Por favor, que nunca venham memórias que ousem substitui-lás. Eu não vou deixar.

E também. Não quero esquecer de ti. Não me importa o tanto que eu fui enganada; nossos momentos felizes foram tão... Felizes. É até engraçado de se dizer. Foi mais de um ano que se desfez rapidamente. O que ficou e o que aconteceu já valeu muito a pena.

Memórias. Uma palavra tão bonita, uma marca tão grande, uma ferida que ainda está se fechando, olhos ainda inchados. Coração ainda lotado de tanto sentimento. Memórias.

Um comentário:

minnierocha disse...

Papel e caneta na mão Paula, memórias não somem assim (: -q