segunda-feira, 7 de março de 2011

O nome.

Ela: Sonhei com você.
Ele: Sério? E o que você sonhou?
Ela: Sonhei que você tinha começado a namorar e não me contou... E eu fiquei brava por isso.
Ele: (Silêncio)
Ela: E a garota se chamava Lorena, mas você não conhece nenhuma Lorena, né?
Ele: (Silêncio)
Ela: O que foi? Vai me dizer que você está namorando e ela se chama Lorena.
Ele: (Silêncio)
Ela: Mentira, né?
Ele: Brincadeira, brincadeira. Quase te peguei, hein?
Ela: Por pouco, chato. Já ia falar: 'Obrigada por me contar hein, amigo'.
Ele: Eu sinto saudades de ter uma namorada.
Ela: É, eu entendo. Mas a qualquer momento uma garota maravilhosa vai aparecer para você.
Ele: Eu sei disso. Imagina se minha futura namorada se chamar Lorena? 
Ela: Seus nomes têm a mesma inicial, combina...
Ele: Eu também pensei nisso, mas... Para! O que uma inicial em comum pode mudar na minha vida? Se for assim, você vai namorar com um Pedro ou um Paulo...
Ela: É verdade! Mas mesmo sem querer, nós sempre pensamos isso. Enfim, vou ter que ir embora.
Ele: Já?
Ela: Sim, infelizmente. Até qualquer hora.
Ele: Ok. Tchau... Lorena.

Ela abre um sorriso enorme e apesar de não se chamar Lorena, sente seu peito se aquecer de felicidade ao ser chamada por aquele nome, naquela situação.

Um comentário: